terça-feira, 30 de novembro de 2010

Vai em frente e abraça-a, não tens nada a temer. 
Mas quando o fizeres certifica-te que eu estou a olhar, para que eu sinta ainda mais a faca que uma vez me enterraste no coração.
É provável que os teus olhos brilhem com o meu sofrimento (...)

14 comentários: